terça-feira, 30 de setembro de 2014

Para você vestibulando o meu Olá!

    Nada é mais intrigante do que a desilusão. Durante toda a vida escolar muitos sonham com a entrada na universidade. Sonham aqueles que podem sonhar, aqueles que podem estudar os que podem pagar. Para a minoria quando o Grande Dia chega tudo são flores, tudo é lindo o lugar onde podemos debater tudo e ao mesmo tudo não se fala sobre nada. 
    Para aqueles nossos colegas que não chegaram lá, o caminho para terminar a escola foi árduo. Não tinham pais ricos ou de classe média alta, logo não poderia compor a nossa restrita classe intelectual brasileira, á eles este texto é dedicado. 
   Na faculdade nos ensinam estruturas, nos ensinam como escrever corretamente, no meu curso nos ensinam como ensinar; também nos ensinam a descriminar, classificar por cursos: os que custam mais caro são os melhores os que custam mais barato são os sub cursos os pobres de amanhã, aqueles que serão governados com facilidade. 
   Muitos da elite acadêmica vivem na  bolha de ar do seu curso. Andam com o carro do ano que o papai comprou e esquecem-se daqueles que não podem e nunca vão poder estar lá e nada fazem para mudar a realidade porque é comodo, porque tem as suas coisinhas para fazer, sua cervejinha para tomar na sexta feira nos bares em frente á universidade.
   Aqueles que ocupam lugares políticos em diretórios acadêmicos e subjacentes não se importam com politica, não sabem se são de direita ou de esquerda. Hora são uma coisa, hora outra. Nada importa, só a diversão, as festas. Cada dia que passa mais gente assim se forma e sem lenço e sem documentos sociais ocupam diversos cargos, várias profissões. 
  Por isso meu caro leitor que ainda esta decidindo o que cursar ou você que faz idealizações românticas com a universidade, não se iluda, não se anime, não se engane. Não espere muito da classe universitária. Eu sinto muito... 

quinta-feira, 18 de setembro de 2014

          Eu não sei mais se alguém ainda lê os meus textos, a culpa de não saber é minha. Venho por meio deste post pedir para meus atenciosos leitores que me perdoem por favor. Do anos passado pra cá muita coisa mudou e eu sinto muito por te-los abandonado. Em consideração a você necessito explicar que atualmente não venho escrevendo o que é uma pena. Pretendo voltar e com muita vontade! 
         Atualmente não sou mais a adolescente de três anos atrás, mas vou continuar compartilhando os meus textos da mesma forma e preciso contar uma coisa: as coisas nem são muito diferentes não as responsabilidades aumentam e espero que a qualidade dos posts também. Atualmente, eu curso letras: Português/ Inglês. Já estou no segundo período o que indica que não sou tãaaaão ruim assim. ahahhahahaha. Obrigada por estarem sempre aqui. Eu sou mesmo uma "tonta" por ter abandonado o meu hobbie preferido no mundo todo. Bjos...