segunda-feira, 1 de julho de 2013

ALTOS e baixos...

     Nada nunca é igual. Dias bons, dias ruins, uma hora feliz, outra sei lá, uma hora com certeza outra confusa. Um centímetro de frieza pode ser responsável por horas e mais horas de confusão desmedida e até mesmo pequenos arrependimentos furtivos. Deve ser mesmo assim, uma montanha russa em um momento tudo está no auge da felicidade como se estivesse chegando no topo de um lupin, então do nada, tudo está baixo como uma poça de água bem rasa, dessas que tem nas ruas depois que chove.
     Durante os altos, tudo está a mil maravilhas, tudo são flores e felicidades, então quando os baixos chegam nada tem graça, basta uma simples gota de chuva bater no chão da rua para desviar a atenção para longe, para que as coisas fiquem mais baixas ainda e todos aqueles sentimentos pessimistas cheguem e tomem conta do momento. É realmente bem engraçado saber que a vida pode se parecer e muito com uma montanha russa de parque de diversão, porém a parte irônica é que nem sempre ela vai ser divertida e ponto final.  
        

Nenhum comentário:

Postar um comentário