segunda-feira, 29 de julho de 2013

Todos Aqueles Pensamentos...

Cada vez que fecho meus olhos, quase que automaticamente é o seu rosto que me vem á mente. Todas as vezes em que estive perto de você giram junto com meus mais diversos pensamentos. Meu coração por vezes parece que vai sair do lugar, então eu respiro fundo e tento me ater ao que estava fazendo, mas a verdade é que na maioria das vezes você é quem ocupa a maior parte dos meus pensamentos felizes e eu não os bloqueio de forma alguma, faço com que cada um deles dure o maior tempo possível.
 São esses pensamentos que me acordam pela manhã, que acompanham meu dia, que me colocam pra dormir, que me fazem sorrir várias e várias vezes e me fazem feliz por vários momentos. São tantas coisinhas, tantos detalhes, tantos sorrisos e tantas palavras que já não consigo imaginar minha cabeça sem que tudo isso esteja lá a minha disposição para que eu possa ficar lembrando quantas vezes quiser. 
 A unica coisa bem maior do que todos esses pensamentos, memórias e lembranças, é o amor que sinto por você. Sinto cada dia mais que nada pode apaga-lo nem afastá-lo de mim nem por um segundinho se quer, pois se por algum motivo qualquer não estivermos juntos, saiba que eu estou sempre pensando em você... 
              

        

quinta-feira, 25 de julho de 2013

 Existem vezes em que as coisas não se encaminham, que nada da certo e várias coisas escapam das nossas mãos. Todos os dias quando nos levantamos temos algum propósito, nada é por um motivo simples a motivação vem daquelas coisas que mais queremos ou que mais precisamos para o momento. Tudo é possível, desde que seja feito de uma forma otimista e com grande esforço. 
 Sei que muitas vezes as coisas não são fáceis. Pensamos em jogar tudo para o alto e desistir. Esse não é o caminho, missões nos são dadas todos os dias, precisamos executá-las enfrentando, quando não conseguimos surgem as lágrimas e com elas o medo de não fazer nada certo. Enxugar as lágrimas e tentar outra vez é o melhor remédio, pois se não tentarmos nunca saberemos se vamos conseguir ou não, afinal não conheço ninguém que tenha morrido por tentar. 

sábado, 13 de julho de 2013

Observar...

Observar pessoas é uma arte, perceber a vida delas é interessante. Cada uma com uma história pra contar e algo a dizer. Não é possível contar quantas vezes me perdi olhando para elas pela janela do ônibus ou do carro. Olhando para prédios e imaginando que em cada andar existem mil histórias possíveis de serem contadas.
 Todos querem fazer a diferença no mundo de alguma forma, todos querem ser alguém, todos querem se sentir incluídos. Nem sempre é possível saber de imediato qual pessoa observar primeiro são tantas, tantas vidas ao redor da minha.
 Nesses momentos imagino que tamanha é a minha inutilidade e insignificância nesse grande mundo e que só me resta futilmente observar e observar até o fim dos meus dias.    
      

quinta-feira, 11 de julho de 2013

Não Importa...

Não importa quantas lágrimas já derramou pensando que seriam as ultimas, não serão. Sempre vão existir outras esperando para serem derramadas. Não importa quantas vezes achou que não se decepcionaria com algo espere, surgirá uma nova decepção que esta na espreita. Não importa quantos dias, meses ou anos se passaram desde seu ultimo pesadelo, eles surgiram como fantasmas para te assombrar, mesmo não querendo. Não importa quantos quilômetros tenha percorrido por qualquer estrada, seus problemas sem solução te acompanharão a onde quer que vá. Não importa quanto tempo passe, sempre chegará o dia em que as coisas não serão mais como agora.
 Não se pode adivinhar o futuro. Não se pode saber se as escolhas de agora serão as escolhas de amanhã. Não se podem contar às lágrimas que serão derramadas durante a existência de alguém, Não existe uma vacina que imunize pessoas contra a decepção. Não há um plano a seguir para acabar com pesadelos nem com monstros escondidos no armário nem na imaginação de cada um. Não adianta fugir os problemas sempre acompanham a fuga. Não é possível saber o amanhã hoje.
  Faz parte do nosso ser pensar todas essas coisas ao mesmo tempo, como se fossem um turbilhão que passa pela mente. Ás vezes negar parece o mais prudente a se fazer, mas não é o melhor. Negar distancia não resolve. Por isso o melhor é sempre aceitar, aceitar tudo que gira na mente e saber que tudo é possível. Estar preparado é o melhor remédio para todas essas questões mundanas. 
      

terça-feira, 9 de julho de 2013

Solitário...

Algumas pessoas não se encaixam em lugar nenhum, outras se encaixam perfeitamente bem em qualquer lugar. Sempre achei interessante não ter lugar nenhum e encontrar aquelas pessoas que também não tinham o seu lugar. Hoje, não ter um lugar é triste e bem solitário por algumas vezes, porém essa solidão não se trata tanto de amigos ou de alguém que te apoie nas horas difíceis se trata de uma solidão quase que própria. 
 Quando se é criança e não tem o seu lugar, você inventa um. Quando cresce um pouco aprende a encontrar aqueles que assim como você também inventavam um lugar. Depois que o tempo passa mais um pouco, a solidão surge e então se percebe que é dela que se precisa inventar algo novo. Á partir da solidão tudo volta a ser como na infância, passamos a criar mundos inteiramente nossos, mundos que poucas pessoas tem acesso. 
         

quinta-feira, 4 de julho de 2013

Não prometa pra si...

Não prometa pra si mesmo algo que não possa cumprir depois. Não prometa aquilo que não vai poder alcançar. Não faça promessas que dependam de tempo, espaço e outras vidas. Não se surpreenda se aquilo o que prometeu para si não foi cumprido e não por falta de vontade e sim por falta de chance, de possibilidade. É muito fácil prometer, é muito fácil planejar, complicado é fazer acontecer o prometido. 
O fato não é desanimar promessas nem planos de ninguém, pelo contrário é uma lembrança de que por conta de promessas somos muito duros com nós mesmos. Pelo falo de não conseguirmos fazer o que foi prometido. Isso não soa estranho? Nos prometer algo? Pra que? É tão sem lógica. Nossas promessas deveriam nos impulsionar ao invés de nos chatear, nem sempre é o que acontece.

segunda-feira, 1 de julho de 2013

ALTOS e baixos...

     Nada nunca é igual. Dias bons, dias ruins, uma hora feliz, outra sei lá, uma hora com certeza outra confusa. Um centímetro de frieza pode ser responsável por horas e mais horas de confusão desmedida e até mesmo pequenos arrependimentos furtivos. Deve ser mesmo assim, uma montanha russa em um momento tudo está no auge da felicidade como se estivesse chegando no topo de um lupin, então do nada, tudo está baixo como uma poça de água bem rasa, dessas que tem nas ruas depois que chove.
     Durante os altos, tudo está a mil maravilhas, tudo são flores e felicidades, então quando os baixos chegam nada tem graça, basta uma simples gota de chuva bater no chão da rua para desviar a atenção para longe, para que as coisas fiquem mais baixas ainda e todos aqueles sentimentos pessimistas cheguem e tomem conta do momento. É realmente bem engraçado saber que a vida pode se parecer e muito com uma montanha russa de parque de diversão, porém a parte irônica é que nem sempre ela vai ser divertida e ponto final.