domingo, 23 de junho de 2013

Sempre Tão cedo.

 Ainda é cedo para desistir, cedo pra falar, cedo para correr. Ainda é cedo para chorar, pensar ou se enganar. É cedo para sofrer entender ou para atender á um pedido. É cedo também para morrer de amor, para correr perigo e ter um enorme castigo.
 É sempre tão e tão para tudo que depois pode ser muito tarde. No fim nunca é cedo pra nada é a hora exata e nós é  que complicamos tudo fazendo com que as coisas passem a ficar fora do alcance... 

Nenhum comentário:

Postar um comentário