quarta-feira, 5 de dezembro de 2012

Olhos...


Perseguem-me enquanto passo, estão lá abertos às vezes piscam outras ignoram. Trazem-me segurança, ansiedade, ironia. São fundos, não quero perde-los, quando encarados profundamente, são capazes de hipnotizar por horas sem menor piedade.
Se eu simplesmente pudesse defini-los apenas diria indecifráveis. Não é possível desvendar aquele enigma por traz deles só sei que me atraem de uma forma curiosa. São lindos olhos capazes de iluminar um dia nublado e infeliz, o medo de adquirir um vicio por eles é concreto, pois  chegam a criar uma expectativa que me faz contar as horas para vê-los de novo.
São lindos olhos que eu quero olhando dentro dos meus olhos por um longo tempo para que eu possa senti-los, decifrá-los nem que seja só um pouco, só pelo prazer te ter-los. 
               

Nenhum comentário:

Postar um comentário