segunda-feira, 23 de julho de 2012

A varanda precisa...


Ao contrário do meu filme preferido, onde havia uma sala precisa, no meu pequeno e desnecessário mundo há uma varanda precisa.
Lá naquele pequeno espaço, é como se uma vida já tivesse passado, porém, só foram alguns momentos, os mais felizes e os mais tristes também.
Horas olhando para fora nas noites e dias quentes e frios, momentos que são gravados na memória.  
Livros que foram devorados em instantes, melhor forma de passar o tempo na varanda, do meu ponto de vista.
Lá é como se páginas de livros fossem folhadas sozinhas, músicas dos Beatles ecoam e fico pensando nas risadas e lagrimas que eu deixei no lugar, sem contar os pensamentos... A, os pensamentos, alguns deles jamais vão voltar. Tento sem sucesso os trazer de volta, mas eles estão perdidos, viajando em um lugar que eu desconheço.
Talvez, apenas tenham saído pela janela em uma tarde vazia que me fez valer o dia, e talvez eles voltem pra mim. Ou não...
      

Nenhum comentário:

Postar um comentário