terça-feira, 7 de junho de 2011

Liberação da maconha...

        Eu  gostaria de começar esse post, expressando minha opinião sobre este assunto, eu sou completamente contra, porém sou  a favor da liberdade de expressão, não quero criticar ninguém e se você tem uma opinião diferente da minha, fique a vontade para falar sobre ela.
       Não tem como não falar sobre esse assunto, pois ele está sendo debatido em todos os lugares, só que do meu ponto de vista, existem tantas outras coisas para os jovens se unirem e lutarem, e quando se fala da "marcha da maconha", é uma passeata que só tem jovens e adolescente ( pelo menos aqui onde eu moro) e eu acredito que tem tanta coisa para lutar como, maior segurança, um ensino melhor, saúde, etc.
     O que nós temos que pensar é que os políticos querem mais que a juventude se ocupe com coisas como a liberação da maconha do que com coisas como as que eu citei a cima, pois dai eles vão ter menos trabalho, e ninguém consegue enxergar isso ( temos que ser um pouco mais críticos com alguns assuntos)
    Dizem que maconha não vicia, não prejudica a saúde, mas quando vão te convencer a usar eles vão sempre fazer a boa propaganda do produto, mas não é bem assim que as coisas são. Eu acho que legalizar a maconha, é incentivar a juventude a usar outras drogas, e dai as coisas vão fugir do controle, então pensem bem no futuro, porque agora pode ser até legal mais e depois como vai ser? ninguém sabe... e se já dizem que a galera jovem tah perdida imagina com a legalização da maconha...?
       
 

6 comentários:

  1. Concordo plenamente com você ! Porém os jovens de hoje, só pensam em viver o hoje, não pensam no amanhã, assim vivem cada vez mais libertinos com a vida em risco. Nós somos o futuro da "nação" mas com os "belos" exemplos que estamos recebendo, a maioria pensa : "Se ele age assim pq eu não ?". Além disso os pais estão cada vez mais desiludidos com os filhos, educar, por limites, conversar, pra q? se deixar o filho quebrar a cara é mais facil ou mesmo a desculpa de ñ ter força pra controlar tanta rebeldia também é muito usada, mas eles são os pais a maior autoridade, se os filhos ñ respeitam nem eles, quem eles vão respeitar ? bjos

    ResponderExcluir
  2. Que bom que vc concorda...
    pq são poucas as pessoas que pensam como vc infelizmente!!!
    E eu também concordo com o que vc escreveu...
    :)

    ResponderExcluir
  3. Oi Pâmela, encontrei seu blog no site da Capricho. Onde você falava do Bulliyng que sofreu.
    Gostei do conteúdo dele. E estou aqui, porque escrevo um livro atualmente que fala sobre bulliyng, dentre outras causas de intrigas entre os jovens.

    Quanto a maconha... Também tem vez em minha história. Onde ela é usada abertamente. Embora eu seja completamente contra esse tipo liberação. Droga é Droga, não deve ser legalizada, certo? O que acontece com o usuário de meu livro é segredo, isso não posso revelar.
    Mas se quiser conversar comigo me add no Msn, ou me manda um e-mail: fernanda-ferreratks@hotmail.com
    E continua a abrir a boca para estas coisas importantes para nós adolescentes. É sempre bom alguém da nossa idade, falar aquilo que está evidente, mas que muitos preferem ignorar porque é bacana.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  4. Oi Nanda...
    muito obrigada pela sua visita e...
    fico muito contente que você tenha gostado do meu blog!!!
    Quanto ao msn eu add vc lah sim ok?
    bjão...

    ResponderExcluir
  5. Concordo com você, mas quem sabe se liberassem as drogas o índice de fumantes iria diminuir, pois muitos jovens gostam do que é proibido, gostam de se aventurar, com a legalização isso poderia diminuir.
    Na minha opinião né.

    ResponderExcluir
  6. "...Na delegacia só tinha viciado e delinquente cada um com seu vicio e um caso diferente.
    Um cachaceiro esfaqueou o dono do bar por que ele não queria vender pinga fiado.
    E um senhor bebeu uísque demais acordou com um travesti e assassinou o coitado...".
    "...E pro índio nada mais fazia sentido com tantas drogas por que que só o cachimbo da paz é proibido?..."

    Trexos da música de Gabriel O Pensador.

    ResponderExcluir