domingo, 29 de maio de 2011

O Bullying, pode levar a outros problemas, muito mais sérios...

       Todo mundo sabe que o bullying pode causar vários problemas psicológicos nas pessoas que passam por ele, como depressão, cindrome do pânico, distúrbios alimentares, etc. Um problema super grave que eu tenho pesquisado, que também pode ser ocasionado pelo bullying é o cutting, que é como se fosse uma alto mutilação, as pessoas pegam uma faca ou tesoura e se cortam, pois acreditam que a dor interna, pode ser esquecida com uma dor externa. 
       Só que o problema disso, é que na hora do desespero, a pessoa que faz isso pode ter uma complicação; como cortar sem querer um lugar que tenha uma veia e perder muito sangue por exemplo, isso é muito perigoso mais do que se pode pensar na hora.
     Do meu ponto de vista, existem muitas e muitas formas de lidar com os nossos problemas, e com o cutting, nada vai se resolver, só vai piorar, para as pessoas que fazem isso o melhor é buscar ajuda de alguém ou tentar expressar essa dor de outra forma, eu expresso meus sentimento nesse blog, compartilhando com vocês várias coisas e tentando ajudar. Enfim se vocês conhecem alguém que faz isso tentem conversar com essa pessoa, pois     isso é muito grave!
    
    
       
     
     
        

sábado, 28 de maio de 2011

Como reagimos a uma lágrima...?

        Normalmente nós temos o costume de esconder nossas lágrimas, pois temos medo de demonstrar nossa "fraqueza" ou sentimento de dor na frente das pessoas. Mas na verdade em algum momento temos que colocar o que sentimos para fora de alguma forma, não podemos fugir disso e além do mais, é muito melhor a gente chorar quando sentimos algo, do que procurar uma forma errada de expressar esses sentimentos de tristeza.
      E quem foi que disse que chorar na frente das pessoas é sinônimo de fraqueza? Nós não podemos pensar assim sempre, por exemplo chorar na frente dos nossos pais e amigos e um desabafo, mas existem algumas situações que devemos nos controlar um pouco, como nos casos de bullying, pois nessas situação o que os agressores realmente querem é nos ver chorando.
    Agora quando se trata da lágrima de outra pessoa, principalmente aquela amiga ou amigo que a gente gosta tanto,  ficamos meio perdidos, mas o melhor é a gente deixar essa pessoa  desabafar e não ficar logo de cara "pressionando" pra saber o que aconteceu, temos que deixar nossos amigos a vontade para saber com quem eles podem contar, enfim temos que tratar nossos amigos, como gostaríamos de ser tratados nessas situações...  
       

sexta-feira, 20 de maio de 2011

Punições para o Bullying...

    Neste post de hoje eu gostaria de falar sobre esse assunto, pois muita gente ainda fica em duvidas sobre isso e confunde as coisas, então vou tentar esclarecer um pouco as dúvidas, mas antes vou indicar o blog da minha amiga Doris, que é uma história super legal sobre duas amigas, "Lari e Gabi" http://laris2egabiflower.blogspot.com/, realmente os capítulos da história são muito divertidos! Vale a pena conferir...
   Bom, primeiramente no Brasil o bullying ainda não é considerado um crime no código penal, mas esses dias assisti a uma reportagem no jornal hoje, que uma lei sobre isso esta sendo planejada no senado alguns estados adotaram medidas próprias para punir o bullying, outros não.
 No geral a maioria dos casos é punido apenas com uma medida sócio- educativa, o que nem sempre acontece, pois as pessoas não procuram saber como denunciar, aqui em curitiba eu não sábia descobri hoje, fazendo pesquisas para o meu blog, diz que todos os colégios, devem fazer uma anotação da reclamação do bullying, no meu caso não, sei se isso foi feito após a reclamação.
 Existem casos que chegam a uma indenização em dinheiro, paga pelo agressor a vítima, mas nesses casos, tudo deve ser provado e o agressor é processado por agressão moral ou física dependendo do caso, e pode demorar, pois como todos sabem a justiça do nosso país é bem lenta.
  Quando aconteceu comigo percebi, que havia um despreparo da parte de várias pessoas, como da promotora que me atendeu, que apenas me ofereceu um tratamento psicológico. 
  O importante na verdade é procurar uma forma de denunciar esses agressores, pois só assim muitas pessoas vão se conscientizar de que o problema é serio e tem uma conseqüência, se não para  a pessoa que fez, para a família da pessoa, já que no caso do agressor ser de menor, a família é quem o representa perante a lei.
    
    
  

segunda-feira, 9 de maio de 2011

O que os outros pensam sobre nós nem sempre importa!

      Gostaria de começar o meu post dizendo feliz dia das mães, a todas a as mães que existem e pedindo a todos os meus seguidores e seguidoras que deixem seus blogs para que eu também possa segui-los, isso me deixa muito feliz, gosto de retribuir os pessoas que me seguem de alguma forma!
      Este assunto de hoje é muito importante, pois eu acho que as pessoas vivem pensando coisas ao nosso respeito, algumas coisas as vezes a gente sabe, outras não; algumas são boas outras nem tanto. Mas de vez em quando, a gente deixa de fazer coisas que queremos ou gostamos, só por conta do que os outros vão ou não pensar sobre isso.
     Quando a gente sabe as coisas que os outros pensam, tanto boas quanto ruins, do meu ponto de vista, é melhor do que não saber, principalmente quando são coisas ruins, pois dai estamos preparados para lidar com isso, o problema é quando as coisas ruins viram fofocas, só porque uma ou duas pessoas não gostam de você.
    Mas o que eu acho realmente é que não devemos ligar para esses pensamentos alheios, ou pelo menos tentar não ligar, e muito menos deixar de fazer o que queremos só pelo simples fato de alguém não gostar, mesmo porque, nunca vai dar para agradar todas as pessoa do mundo!
   No meu caso, depois que eu passei pelo problema do bullying e reagi, algumas pessoas pensam que eu sou meio exagerada, mais muitas outras pensam que eu fui corajosa e é com esses pensamentos que a gente deve levar a sério, e para acabar este post eu gostaria de citar uma frase que achei ontem no livro que eu estou lendo,(O Vendedor de Sonhos, o Chamado.) "Ou somos fiéis a nossa consciência ou gravitamos na órbita do que os outros pensam e falam de nós".