sexta-feira, 29 de abril de 2011

Coisas que não entram na minha cabeça...

      Por que a gente precisa sempre ouvir várias e várias vezes a mesma coisa, para dai  entendermos; mas mesmo depois que a gente já entendeu, mesmo assim não queremos acreditar em uma coisa que está ali, nas nossa frente, tão claro a gente que é teimosa e não ganhamos nada com essa teimosia toda!
     Não entendo porque, amar alguém de verdade tem que ser tão difícil, e quando alguém ama a gente de verdade, normalmente a gente não ama essa pessoa, será que simplesmente é isso? Sofrer, sofrer e sofrer, para depois parar de sofrer e sofrer de novo? Gostaria que pelo menos para mim, uma veizinha as coisas não fossem assim, tão difíceis! 
      

quinta-feira, 28 de abril de 2011

Sofrer Bullying nem sempre é sinônimo de depressão...

    Eu gostaria de começar o post de hoje, agradecendo a entrevista que a Vitória Almeida do blog Capricho de Menina, fez comigo, quem quiser conferir este é o link dela: http://caprichodemenina-blog.blogspot.com/.
    A idéia desse tema surgiu, quando eu li alguns comentários em outros posts meus a galera que comenta me ajuda muito!
    Normalmente quando alguém passa por bullying, a tendência é se isolar, e isso faz com que tudo se torne mais difícil a cada dia, o que pode levar a depressão em muitos casos. Mas quem disse que tem que ser sempre assim? Nós podemos passar por isso sim, e ainda fazer dessa experiência horrível, uma chance de aprendermos a superar uma coisa que vamos encontrar sempre, em vária etapas de nossas vidas: pessoas que não gostam da gente, e nós podemos mostrar para essas pessoas que elas não fazem diferença nenhuma nas nossas vidas.
  Lógico, eu não quero de maneira nenhuma, dizer que é fácil passar por isso eu sei que existem pessoas que não conseguem passar por essa situação de jeito nenhum, mas uma hora a gente vai mesmo ter que aprender com nossos problemas e supera-los e foi o que eu fiz e deu certo, quero compartilhar um vídeo que mostra muito isso.

  

  

quarta-feira, 27 de abril de 2011

Amamos, somos magoados e magoamos ao mesmo tempo...

      Oi gente desculpa pelo tempo sem escrever; é que tive uns pequenos contratempos mas agora estou de volta. No post de hoje eu gostaria de escrever sobre esses temas, pois eles acontecem o tempo todo com muita gente, mesmo que a gente não queira.
       Já aconteceu com vocês olhar aquele garoto e pensar que ele é o príncipe encantado, que chegou de cavalo branco, e depois de muitos momentos pensando nele, chorando por ele, tendo ataques de ciúme, descobrimos que ele é um sapo ou fomos nós que entramos no conto de fadas errado para variar, e a culpa nem é do garoto, é nossa. Depois disso a gente fica muito mal, e pensamos porque isso tem que acontecer, ou o que tem de errado com a gente, e isso nos magoá muito.
    Mas é ai que está, nós pensamos tanto em tantas coisas, que a gente não olha o quanto nós, magoamos as pessoas; os nossos amigos e até mesmo alguém que realmente amamos, quando percebemos o que fizemos já é tarde de mais e podemos ter perdido essa pessoa tão importante, por uma coisa que nem mesmo valia apena, então eu peço a vocês que, se tiverem um amigo muito especial, ou uma pessoa que amem pensem e repensem antes de fazer qualquer coisa definitiva, pois o depois pode ser muito tarde...
      
    

domingo, 17 de abril de 2011

O que temos feito com a nossa vida?

    Oi gente, inspirada em alguns comentários nos meus posts, resolvi escrever hoje, sobre esse tema; hoje em dia tudo está um caos mesmo, eu até estou lendo um livro que fala muito sobre isso, mas o que eu quero mesmo dizer é que vários papéis na sociedade se inverteram, por exemplo as meninas hoje para serem consideradas "normais", tem que sair por ai ficando com vários meninos (sem generalizar,nada contra, não estou aqui para criticar ninguém) e quando tem uma menina que não faz isso, acontece uma pressão para que ela também faça isso, o que eu acho errado, quando eu estava na quinta série, fui super pressionada por que eu ainda era BV e nenhuma das minhas amigas era; naquela época não tinha muita cabeça, então da para imaginar que eu fiquei com um garoto, só por que elas queriam, e isso não foi nada bom! Hoje  eu tenho 16 anos e tenho o orgulho de dizer que não faço o que muitas meninas consideram normal ( ficar com todos; um para cada dia da semana)
    Os meninos é a mesma coisa, se não ficam com todas, não são meninos e assim eles passam a achar que nós meninas somos apenas "objetos" e assim alguns não nos dão o respeito que merecemos; não é verdade?
     E será que isso tudo é legal? Será que a galera não esta indo um pouco rápido de mais com certas coisas?


    
     
 
 
  

sexta-feira, 15 de abril de 2011

Padrões...

 Quase tudo na nossa vida hoje em dia, está relacionado a essa pequena palavrinha, mas tem um certo padrão que é o que eu vou comentar neste post de hoje que incomoda muitos adolescentes e jovens, que é o "padrão de beleza".
  Quem é que diz o que esta na moda e o que não está? Se o mais bonito é cabelo liso ou enrolado? Se as baixinhas são mais bonitas que as moças altas ou ao contrário? Se devemos ser magras em vez de ter umas gordurinhas aqui e ali?
   Na minha opinião cada um deve ter o seu jeito de ser, moda para mim, é o que eu visto e fica bom, e não o que a moça da novela esta usando e não combina comigo. Meu cabelo e enrolado, eu me acho bonita com ele assim. (mas as vezes me da umas crises de "cabelo que não arruma do jeito que eu quero", assim como toda menina independente do cabelo que tenha) Eu sou baixinha meu irmão de 10 anos é quase mais alto que eu, e tenho um amigo no colégio que me chama de "salva vida de aquário" mas e dai? Quem disse que ser baixinha não tem suas vantagens? segundo minha prima a gente pode namorar meninos de todas as alturas (meninas mais altas devem ter várias outra vantagens, que nós, as baixinhas não temos). E quando a gente não é super magra, que nem aquelas super modelos da tv, pelo menos podemos comer tudo que a gente quer sem passar vontade!
   Eu não sei quem dita as regras para todos esses padrões, mas eu sei de uma coisa: baixinhas, altas, gordinhas,etc o importante é ter saúde e saber que todas somos lindas a nossa maneira!!!
  bjus... 
    
     

quinta-feira, 14 de abril de 2011

Agradecimento...

 Eu queria dizer a todos que estão me seguindo, muito obrigada, sério de coração; eu criei esse blog para tentar ajudar o máximo de pessoas possível, e espero conseguir isso! Gente passar por problemas com bullying e pós bullying não é nada fácil e eu sei muito bem disso, assim como vocês, mas eu sozinha não poço mudar essa realidade em que vários adolescentes do mundo estão hoje, e eu conto com a ajuda de todos para mudar isso.
  Então, não se calem diante das injustiças, independente que elas aconteçam dentro da sua sala de aula, com pequenas atitudes, buscamos grandes mudanças, e vamos buscar todos juntos!

   Gostaria também de divulgar o meu Twitter: @pamy_222
Bjus a todos!!!
  
 

quinta-feira, 7 de abril de 2011

Luto...

      Eu queria começar esse post expressando os meus sentimentos pelos pais, familiares,colegas e amigos das vítimas do que aconteceu naquele  colégio no Rio de Janeiro...
      Quando tantas vidas são interrompidas dessa forma não se sabe muito como escrever, o que eu gostaria de falar é que do meu ponto de vista isso foi uma crueldade porque muitas das vitimas eram apenas crianças, em um colégio estudando como vários de nós fazemos todos os dias. E não adianta arranjar uma causa para o assassino ter feito o que fez, pois nada justifica tanto sangue frio.
     Hoje enquanto assistia o jornal com a cobertura do caso, os jornalistas mencionaram o bullying, como uma possível causa para o que o homem fez, é esse o ponto que eu quero discutir com esse post, pois não é só porque uma pessoa já sofreu bullying que vai ter um perfil psicológico agressivo, por favor assim a mídia generaliza as coisas, colocando quem sofre bullying como "mau" e quem faz, como vítima, é lógico que existem casos e casos, mas não se pode generalizar de forma nenhuma, porque ninguém é igual a ninguém!
     Continuo a insistir sim, que deve ser feita alguma coisa para acabar com esse problema, pois hoje ele está influenciando até na vida adulta das pessoas que passaram por problemas no passado, mas de forma nenhuma justifica-se o que aquele homem fez essa manhã com o bullying! 
   Gostaria também de publicar um trecho da carta que o assassino deixou:
     
    “Primeiramente deverão saber que os impuros não poderão me tocar sem luvas, somente os castos ou os que perderam suas castidades após o casamento e não se envolveram em adultério poderão me tocar sem usar luvas, ou seja, nenhum fornicador ou adúltero poderá ter um contato direto comigo, nem nada que seja impuro poderá tocar em meu sangue, nenhum impuro pode ter contato direto com um virgem sem sua permissão, os que cuidarem de meu sepultamento deverão retirar toda a minha vestimenta, me banhar, me secar e me envolver totalmente despido em um lençol branco que está neste prédio, em uma bolsa que deixei na primeira sala do primeiro andar, após me envolverem neste lençol poderão me colocar em meu caixão. Se possível, quero ser sepultado ao lado da sepultura onde minha mãe dorme. Minha mãe se chama Dicéa Menezes de Oliveira e está sepultada no cemitério Murundu. Preciso de visita de um fiel seguidor de Deus em minha sepultura pelo menos uma vez, preciso que ele ore diante de minha sepultura pedindo o perdão de Deus pelo o que eu fiz rogando para que na sua vinda Jesus me desperte do sono da morte para a vida.”
g1.com.br 
   veja.com.br

terça-feira, 5 de abril de 2011

O valor de um abraço...

         Sabem quando tudo está dando errado na sua vida e a gente não sabe mais o que fazer? Todo mundo está passando ou já passou por uma faze como essa na vida. Porém quando a gente está desse jeito e pensa que nenhum dos nossos problemas tem mais solução,  aparecem pessoas que são super especiais em nossas vidas, e nos fazem sentir melhor, as vezes um abraço daquelas pessoas faz a diferença em nossas vidas, pois durante aquele pequeno momento nos esquecemos do que estamos passando...
    
     

sábado, 2 de abril de 2011

Decepções...

         Durante a nossa vida, acontecem muitas decepções, desde as que são pequenas como tirar uma nota um pouco menor na prova, depois de ter estudado pra caramba, até aquelas que são gigantes como descobrir que um super amigo ou amiga que a gente tem, não é tão amigo nosso como a gente pensou e queria que fosse ou que o garoto que nós meninas amamos ou que vocês meninos amam, nunca mereceu o nosso amor e muito menos, uma unica lágrima que já choramos. O pior disso tudo é como a gente fica depois de descobrir tudo isso, em quem confiar? De quem gostar? Não da para saber!
       O que a gente tem que tentar entender nessa vida, que não entra na nossa cabeça de jeito nenhum, é que nada dura para sempre; nossos amigos, nossos amores, nem a gente dura pra sempre. A unica coisa boa em tudo isso é que a cada decepção a gente cresce e vai sonhando com coisas impossíveis, cada vez menos!